Como garantir mais segurança para o sono do bebê


Como garantir mais segurança para o sono do bebê

Durante os primeiros meses de vida, o recém-nascido dorme em média 17 horas todos os dias. Durante o sono, o cérebro do bebê trabalha intensamente, contribuindo para o seu desenvolvimento psicomotor e cognitivo. Além disso, o sono influencia no temperamento que a criança terá no futuro. É por isso que a qualidade do sono do bebê é muito importante para a sua saúde, tanto presente como futura.

 

Quanto tempo o bebê deve dormir?

A quantidade de sono adequada é uma das dúvidas que mais surgem na cabeça dos pais, principalmente para aqueles de “primeira-viagem”.

Para ter uma ideia melhor de como deve ser o sono do bebê, confira a tabela abaixo com a média de horas que o bebê dorme por dia.

Mas lembre-se: cada bebê é diferente e alguns precisam dormir mais do que outros. Por esse motivo, pode haver uma variação de sono de até duas horas para mais ou para menos ao comparar com a tabela abaixo:

 

Sono do Bebê de 1 a 18 meses (Tempo Médio)

tabela-horas-de-sono-bebes
Fonte: Baby Center (www.babycenter.com)

 

Cuidados de segurança durante o sono do bebê

Você já ouviu falar em Síndrome de Morte Súbita Infantil (SMISI)? A síndrome é o óbito inesperado de bebês, aparentemente saudáveis, enquanto estão dormindo. A causa se dá pela interrupção da respiração e ainda não existem explicações científicas do porque isso ocorre.

Estatisticamente, ela acontece com mais frequência entre crianças com 1 e 4 meses de idade.

Existem algumas medidas simples que ajudam diminuir o risco de SMSI. Confira:

 

Local seguro para o bebê dormir

Cuidados com o local onde o bebê irá dormir são essenciais para evitar acidentes. Confira dicas de segurança sobre o local:

• O local mais adequado para o bebê dormir é no seu próprio berço, o qual deve atender as normas de segurança do Inmetro;

• Remova itens que fiquem soltos dentro do berço, como bichinhos de pelúcia e brinquedos, pois podem asfixiar o bebê. Além disso, esses objetos acumulam ácaros, podendo provocar alergias respiratórias;

• Evite utilizar protetores ou enfeites nos espaços vazios no berço, pois eles são desaconselhados pelos especialistas, visto que as pernas ou os braços do bebê podem ficar presos entre eles. Além disso, eles acumulam pó e atrapalham a circulação do ar dentro do berço;

• Ao menos durante os primeiros meses, coloque o berço do seu bebê próximo a sua cama. Dessa maneira, você poderá ouvir rapidamente o choro, além de facilitar a amamentação durante a madrugada;

• Evite compartilhar a sua cama com o bebê, pois pode não ser seguro para ele. Quando o bebê dorme com os pais, ele corre riscos como ser asfixiado, ficar preso entre as cobertas, cair da cama, etc;

• Evite que o bebê durma no carrinho ou bebê conforto, pois existem riscos de sufocamento durante a soneca.

 

Posição ideal para o bebê dormir

Até completar um ano, dormir de costas (barriga para cima) é a posição ideal para o bebê e também recomendada pela Academia Americana de Pediatria (AAP) e pelo Ministério da Saúde brasileiro. Dessa maneira, a criança respira melhor e tem menos risco de engasgo. Caso vomite, ela vai virar a cabeça para o lado.

Colocar o bebê para dormir de barriga para baixo não é considerada uma posição segura. Se o seu bebê mudar de posição enquanto dorme fique tranquilo, pois esses movimentos são naturais.

Confira algumas dicas sobre como preparar o bebê para dormir:

• Vista o bebê com roupas leves;

• Remova cordinhas ou laços do pijama, que podem asfixiar o bebê;

• Evite cobrir a cabeça da criança enquanto ele dorme. Dessa maneira, ele sempre irá respirar ar fresco e com mais facilidade;

• Evite superaquecer o seu filho. O bebê deve estar vestido de maneira confortável para o clima do dia. Uma camada a mais de roupa do que você já é o suficiente para a criança.

 

Travesseiro para Bebê, quando usar?

Desde recém-nascido, já é possível utilizar o travesseiro, mas ele deve ser um ideal para criança. Para fazer a escolha, confira as nossas dicas:

• A altura do travesseiro deve preencher o espaço entre o colchão e a cabeça da criança, mantendo a coluna da criança alinhada e as vias respiratórias livres;

• Escolha um travesseiro que seja antialérgico, para evitar o acúmulo de ácaros e fungos (microrganismos nocivos à saúde do pequeno);

• O travesseiro deve ser de fácil higienização (lavável em máquina ou com capa removível e lavável) para que a limpeza possa ser feita com regularidade.

Travesseiros infantis da Fibrasca

Travesseiro-Anti-Sufocante-Infantil-Visco-Baby

O Travesseiro Anti Sufocante Infantil Visco Baby, tem enchimento em viscoelástico, tecnologia da NASA, que absorve a pressão do corpo exercida sobre ele moldando-se aos contornos do corpo. Dessa forma, a altura do travesseiro fica ideal para o seu bebê! Este travesseiro possui ainda furos que melhoram a circulação do ar, tornando-o anti sufocante, proporcionando proteção e segurança.

 

 

Travesseiro-Anti-Sufocante-Infantil-Silicomfort

 

O Travesseiro Anti Sufocante Infantil Silicomfort tem o enchimento com a nova tecnologia de espumação existente no mercado: o Silicomfort. O único material de espuma laminada integralmente lavável em máquina do mercado. Não se deforma ao lavar, proporcionando uma higienização melhor do produto, para ter um sono muito mais saudável. Este travesseiro também possui furos que melhoram a circulação do ar, tornando-o anti sufocante.

 

Travesseiro-Baby-No-Allergy-com-Íons-de-Prata

 

Travesseiro Baby No Allergy tem o tratamento de Íons de Prata, uma nanotecnologia exclusiva que proporciona ação antibacteriana e antiácaro, eliminando a presença destes agentes nocivos à saúde e protegendo seu bebê. É extremamente confortável para o bebê, por ser em fibra de poliéster siliconizada, tornando o travesseiro muito macio. Além disso, tem a praticidade de ser lavável em máquina!

Os cuidados de segurança com o sono do bebê são essenciais para manter a sua saúde e bem-estar. Conte com a Múltiplo Conforto e Saúde para proporcionar esses momentos de conforto e carinho.

Anterior O que pode e não pode na gravidez - Alimentação
Próximo 6 Dicas para ter uma viagem mais tranquila e com qualidade

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *