Quando devo fazer a troca do meu travesseiro?


quando trocar o travesseiro tempo

Nós passamos um terço de nossas vidas dormindo. Uma boa e relaxante noite de sono é decisiva para nossa saúde e qualidade de vida, pois, quando descansamos bem, acordamos despertos para as atividades do dia seguinte.

Sabe aquele seu travesseiro que está sendo usado há anos e que já está baixo como uma panqueca? Ele pode ter um cheirinho próprio e trazer boas lembranças, mas saiba que ele pode não ser mais indicado para seu sono.

Com a correria e cansaço do dia a dia, não nos damos conta que não nos ajustamos mais com aquele produto. Ele pode inclusive estar nos prejudicando, atrapalhando a nossa saúde e nos causando desconforto.

Esse desconforto se reflete em falta de disposição durante o dia. É por esse motivo que o colchão e o travesseiro precisam contribuir para que o sono seja de qualidade e restaurador.

Confira alguns dos benefícios do travesseiro para o sono:

 

Benefícios do travesseiro para o sono

Nem sempre avaliamos a real importância da escolha correta de um travesseiro. A verdade é que o travesseiro ideal tem um papel fundamental na qualidade do nosso sono. Confira alguns dos seus benefícios:
• Mantém a coluna alinhada e ajuda a evitar a má postura;
• Ajuda na circulação sanguínea;
• Proporciona relaxamento;
• Traz conforto e sensação de bem-estar.
Como garantir que o travesseiro me proporcione todos esses benefícios? Primeiro, faça a escolha de um produto ideal. Após isso, fique atento para fazer a troca quando for necessário.

Fique sempre atualizado!
Fique sempre atualizado!

Quando trocar o travesseiro?

Conforme especialistas, um travesseiro tem vida útil de dois anos. Isso porque, com o tempo de uso, o travesseiro recebe umidade, gordura e suor da pele e do cabelo, pele morta, poeira do ambiente, além de contar com a proliferação de ácaros. Ácaros são agentes microscópicos que se alimentam do material do travesseiro, vivem nele e criam colônias. Com o tempo, a higiene do travesseiro é comprometida, assim como também permite reações de hipersensibilidade a certas pessoas:

• Repare se você está tendo episódios de alergia, rinite ou outros problemas respiratórios, os quais se intensificam ao deitar ou ao acordar. Se a resposta for sim, isso pode indicar que o seu travesseiro está com presença de ácaros ou fungos (que causam irritações e alergias) e está na hora de trocá-lo por um novo.

Com o passar do tempo, o material do travesseiro pode também sofrer deformações, deixando de proporcionar o mesmo conforto.

É preciso estar atento a esse cenário: um travesseiro com o preenchimento deformado pode prejudicar a qualidade do sono e também trazer malefícios para a saúde, como dores musculares na coluna e no pescoço, dores de cabeça e má circulação sanguínea. Esses problemas comprometem a qualidade do sono e provocam outros distúrbios, como cansaço físico, dores no corpo, agitação, falta de atenção e memória.

Confira algumas dicas para avaliar a qualidade do preenchimento do seu travesseiro:
• Dobre-o ao meio. Se ele voltar sozinho, indica que o enchimento tem resiliência e está em boas condições. Se o material não voltar, quer dizer que ele já não tem mais o mesmo suporte e, consequentemente, já não proporciona o mesmo conforto. Faça a troca assim que possível.
• O preenchimento está com uma textura diferente da inicial ou perdeu a sua altura? Você acorda com dores no pescoço e nas costas frequentemente? Isso significa que o travesseiro não tem mais a mesma performance e está na hora de substituí-lo.

Portanto, se já se passaram dois anos ou se você observou alguma das situações acima citadas, é preciso fazer a troca.

Ao substituir o travesseiro por um novo, é preciso também ter alguns cuidados para mantê-lo confortável e com o mesmo desempenho. Confira algumas sugestões de conservação:

 

Dicas práticas para cuidar do seu travesseiro

• Permita que o seu travesseiro ganhe ventilação e fique arejado. Para isso, abra as janelas do seu quarto. Mas evite deixar o travesseiro na luz solar direta, pois o calor pode criar um ambiente propício para a proliferação de bactérias;
• Evite dormir com os cabelos molhados;
• Evite guardar os travesseiros em armários ou embaixo das cobertas. Quanto mais arejado o local, melhor será a sua conservação;
• Utilize capa protetora impermeável, ela auxiliará a prolongar a vida útil do travesseiro, reduzindo o acúmulo de resíduos e facilitando a limpeza.
• Se o travesseiro for lavável, siga as recomendações do fabricante e faça a higienização ao menos duas vezes ao ano.

Agora que você já sabe quando é a hora de substituir o travesseiro por um novo, observe o seu e avalie se é preciso trocá-lo. Lembre-se que um travesseiro influencia diretamente na qualidade do seu sono e, consequentemente, na sua disposição durante o dia.

Previous Como escolher o travesseiro correto? Parte 2
Next Dicas para dormir melhor durante a gravidez

MENU

Back