4 dicas para dormir bem sem tomar remédios


Saiba dormir bem sem tomar remédios
Saiba como dormir melhor e de forma mais saudável

Dormir bem é tarefa árdua e cada vez mais difícil em um mundo repleto de estímulos. Muitas vezes recorremos aos remédios como uma saída fácil para algo que também seria possível com um pouco mais de cuidado e atenção.

Tendemos a ignorar os benefícios que o organismo adquire por ter um ritmo de sono regular e natural. É claro que uma prescrição médica sempre deve ser seguida à risca, entretanto, é possível construir outras saídas menos danosas a longo prazo.

Práticas importantes em prol de uma higiene do sono podem ser incorporadas no cotidiano e, pouco a pouco, melhorar a nossa qualidade de vida e daqueles próximos a nós. Vamos descrever aqui algumas dicas para dormir bem sem recorrer a esses atalhos tentadores.

1. Reduza o ritmo de suas atividades

Todo um processo deve ser percorrido entre estar completamente desperto e realmente dormindo. Usamos remédios como forma de evitar esse trajeto. Um primeiro passo importante é ir diminuindo o ritmo e a intensidade de nossas atividades horas antes de ir pra cama.

Procure fazer coisas mais leves, como ler um livro ou ouvir músicas relaxantes. Resolva tudo o que deve ser resolvido e vá se preparando da melhor forma para o descanso. Se nos estressamos ou agitamos à noite é bem possível que isso atrapalhe o cair no sono. Por isso, é importante, nesse horário, encaminhar nossos comportamentos e ambiente em direção a tal intuito.

2. Diminua as luzes e o uso de aparelhos eletrônicos

É muito comum que, já deitados, continuemos a mexer no celular como uma forma de pegar no sono. Ao invés de ajudar, esse hábito na verdade nos atrapalha a descansar bem. O ambiente conta muito para nossa disposição a adormecer. A exposição a estímulos como luzes de televisão e outros aparelhos eletrônicos faz com que nosso organismo não entenda qual é a hora de ir dormir.

Parar de mexer no celular horas antes do momento de deitar é uma maneira de não se expor à iluminação e também de escapar de preocupações indesejadas que podem prejudicar sua noite de sono. Além disso, por falar em ambiente, é muito importante que o quarto esteja acolhedor e confortável para o sono, sendo fundamental investir em um bom travesseiro.

Fique sempre atualizado!
Fique sempre atualizado!

3. Vá cedo para a cama e dedique-se ao descanso

O cálculo é evidente. Quanto mais demoramos a nos dirigir para a cama, mais tarde iremos dormir. Consequentemente, acordaremos mais tarde, criando um ciclo difícil de romper.

Muitos queixam-se de não conseguir pegar no sono, mas nem tentam realmente fazê-lo. Parece óbvio, mas é importante tentar literalmente se dirigir à cama, fechar os olhos e esvaziar a cabeça dos pensamentos. Quanto mais cedo nos dispomos e ir deitar, mais cedo conseguiremos dormir.

Dormir e acordar tarde são hábitos que podem nos atrapalhar em vários aspectos, como a realização de tarefas cotidianos importantes. Ir cedo para a cama e tentar efetivamente dormir é uma prática simples, mas que pode dar resultados interessantes se realmente nos propormos a isso.

4. Gaste energia ao longo do dia

Um jeito fácil de induzir o sono é cansando o corpo ao longo do dia. Atividades físicas, quaisquer que sejam elas, ajudam muito nesse sentido. Se não há um gasto de energia, é muito mais provável que fiquemos acesos durante a noite e sem vontade de dormir. Por outro lado, fazer exercícios tarde também pode ser muito estimulante e atrapalhar o sono.

Manter uma prática equilibrada de esportes ou caminhadas, por exemplo, além de fornecer uma noite de sono mais bem dormida, também ajuda na criação de horários fixos para o resto de seu dia

Apesar da eficácia comprovada, o uso contínuo de remédios psiquiátricos gera prejuízos a médio e longo prazo. Muitos deles causam vício e o corpo acaba criando tolerância a eles, exigindo doses maiores e medicamentos mais fortes. É possível também conciliar a medicação com essas dicas para dormir bem em busca de diminuir as doses ou até mesmo cessar o uso. Lembrando que, quando há prescrição médica, é importante conversar com seu médico sobre isso.

Gostou dessas dicas? Que tal assinar nossa newsletter e ficar por dentro de outros ensinamentos valiosos para melhorar sua qualidade de vida e de sua família?

Previous Conheça os benefícios de um travesseiro antialérgico para seu sono
Next Quais são os benefícios de um travesseiro lavável?

MENU

Back