É possível recuperar o sono perdido?


Como recuperar o sono perdido?

Parece que as 24 horas do dia não são suficientes para todos nossos os compromissos, não é mesmo? Por isso, acabamos descontando essa falta de tempo no sono. O problema é que dormir pouco pode acarretar diversos males à saúde. Mas será que é possível recuperar o sono perdido no final de semana?

Na verdade, a questão não é tão simples assim. Nesse artigo, descubra porque é importante ter noites de sono de qualidade e entenda porque “pagar” esse débito de sono não é o melhor caminho:

Por que dormir bem é importante?

Com a rotina agitada, o sono pode ficar comprometido. Muitas pessoas acabam dormindo tarde e acordando cedo, ou seja, dormem poucas horas por noite. Se isso acontece uma ou duas noites não há grandes problemas. As consequências para a saúde virão se as noites mal dormidas se tornarem um hábito.

Isso porque o sono tem a função de repor as energias, liberar hormônios e regular funções no nosso organismo, revigorando o corpo e mente para o novo dia. Todo mundo sabe como uma boa noite de sono deixa qualquer um mais produtivo e feliz!

A recomendação é que pessoas adultas durmam, em média, 8 horas por noite sem interrupção. Um número insuficiente de horas de sono traz cansaço, problemas de atenção, de memória e irritabilidade.  Em longo prazo, pode levar à obesidade e maior risco de diabetes.

Fique sempre atualizado!
Fique sempre atualizado!

Posso recuperar o sono perdido?

As pessoas sacrificam as horas de sono na semana e acham que vão ficar revigoradas recuperando esse tempo perdido nos finais de semana. O problema é que não conseguimos compensar esse sono perdido.

Foi o que apontou uma pesquisa da Universidade de Penn State (EUA), publicada no American Journal of Physiology-Endocrinology and Metabolism. Reparar as horas de sono consegue até diminuir o cansaço, mas não evita outros problemas no organismo decorrente de várias noites mal dormidas.

O estudo foi feito com 30 adultos saudáveis por 13 dias. Nas primeiras quatro noites, eles dormiram por 8 horas; nos seis dias seguintes, por 6 horas; e nos últimos 3 dias do experimento puderam ter uma noite de sono de até 10 horas. Foi analisada a atividade cerebral dos participantes durante o sono, além das taxas de hormônios e outros compostos do sangue.

Os participantes foram submetidos a testes de atenção e o desempenho depois de dormir até 10 horas foi o mesmo de quando dormiram poucas horas. Desta maneira, a conclusão foi que não é possível compensar o sono “perdido”.

Quais são os perigos a longo prazo?

A privação do sono pode estar relacionada até a uma diminuição da expectativa de vida.

De acordo com os pesquisadores norte-americanos, dormir pouco pode causar o aumento de moléculas no organismo relacionadas a quadros de inflamação, pode elevar a quantidade do hormônio cortisol (que é secretado em situações estressantes), além de desregular os níveis de açúcar no sangue.

Outro estudo similar, do Karolinska Institute, de Estocolmo (Suécia), mostrou que quando os voluntários dormiram 4 horas por noite durante cinco dias e depois compensavam a falta de sono dormindo por 8 horas na semana seguinte, embora não tivessem mais sonolência, ainda apresentavam problemas cognitivos.

Como se vê, não é possível recuperar o sono perdido dormindo mais aos finais de semana. É importante se organizar e aumentar aos poucos as horas de sono na semana.

Permita-se ter uma noite de sono de qualidade! Durma por mais horas, prepare um ambiente adequado com roupas de cama e travesseiros confortáveis e verá os resultados para a saúde do corpo e da mente!

Viu como é importante dormir bem? Para ficar por dentro de outros assuntos relacionados ao seu bem-estar, siga a gente no Facebook e no Twitter!

 

Previous 6 alimentos que ajudam a melhorar a qualidade do sono
Next Entenda como o sono afeta sua produtividade no trabalho

MENU

Back