Mudar o horário de dormir: entenda os efeitos de trocar a noite pelo dia


Os efeitos de trocar a noite pelo dia

Você sabia que mudar o horário de dormir da noite pelo dia pode gerar consequências sérias para a saúde? É isso mesmo: essa troca é prejudicial e pode causar problemas em curto ou longo prazo.

Muitas pessoas acabam fazendo isso pelos mais diversos motivos, como questões profissionais, pessoais, gosto ou dificuldade de controlar o sono, mas o ideal é evitar ao máximo esse hábito.

Quer saber mais sobre o assunto e entender a influência dessa mudança no organismo? Continue a leitura e confira!

Por que você não deve mudar o horário de dormir?

Como já dissemos, uma série de danos podem ser causados se você troca a noite pelo dia no momento de dormir.

Isso acontece porque, biologicamente, nosso corpo está preparado para repousar a noite. É nesse período que há a queda de temperatura do corpo e a secreção de melatonina, o hormônio responsável pela regulagem do sono, e a ausência de luz é indispensável nesse processo.

Fique sempre atualizado!
Fique sempre atualizado!

Quais são as consequências dessa troca no corpo humano?

Existem algumas consequências imediatas, como dificuldade de concentração, lentidão da memória e do raciocínio, sonolência durante o dia, fadiga, irritabilidade, dores de cabeça e predisposição a problemas metabólicos e cardiovasculares.

A longo prazo, existe a possibilidade do desenvolvimento de diabetes, devido a uma grande resistência à ação da insulina, e de obesidade, pois o controle do hormônio da saciedade pode ser dificultado.

Também é possível que uma pessoa de hábitos noturnos desenvolva mais o estresse e não descanse o necessário para evitar problemas no seu sistema cardiovascular (diminuição da frequência cardíaca e da pressão arterial que, geralmente, acontecem à noite), causando o risco de hipertensão arterial, doenças cardíacas e falta de ritmo no organismo.

Por fim, é possível que ocorram ainda problemas de origem gastrointestinal, como má digestão, azia, úlcera, falta de regularidade intestinal e irritações do cólon do intestino grosso — o que pode gerar a síndrome do intestino irritável, uma doença crônica que afeta essa área.

Quais são as dicas para promover o descanso ideal?

Não importa o motivo que leva uma pessoa a trocar a noite pelo dia na hora de dormir: para reverter essa situação, existem algumas dicas que são capazes de ajudar a promover um descanso ideal e ainda te proteger das consequências de ter hábitos noturnos. São elas:

  • durma no mínimo 6 horas;
  • mantenha sempre o mesmo horário ao se deitar e ao acordar;
  • não utilize aparelhos eletrônicos, como TV, computador e celular antes de se deitar;
  • providencie um local limpo, confortável, arejado, escuro e livre de barulhos, sejam internos ou externos;
  • pratique algum tipo de atividade física ao longo do dia, mas evite os exercícios cerca de 2 horas antes de se deitar;
  • evite o consumo de estimulantes ao menos 4 horas antes de dormir, como café, mate e chá preto;
  • tenha uma alimentação balanceada ao longo do dia e uma mais leve nos momentos que antecedem o horário de dormir, como vegetais ricos em fibras e frutas;
  • não faça interrupções durante o seu período de descanso;
  • evite alimentos gordurosos;
  • se for o caso de trabalhadores noturnos, é válido cochilar à noite quando possível, mesmo que alguns minutos e também dormir um pouco antes de ir trabalhar, até mesmo para não sentir muito cansaço durante o expediente.

Agora que você já sabe as consequências de mudar o horário de dormir, evite ao máximo essa troca para não gerar problemas. Aproveite nossas dicas para ter um descanso ideal e um sono de segurança e qualidade. Assim, você vai viver no dia a dia com muito mais saúde, disposição e bem-estar! Assine a nossa newsletter e receba todas as novidades do blog direto na sua caixa de entrada!

 

Previous Entenda como o sono afeta sua produtividade no trabalho
Next Conheça as vantagens e desvantagens de 6 tipos de travesseiros

MENU

Back