Conheça as vantagens e desvantagens de 6 tipos de travesseiros


Conheça as vantagens e desvantagens de alguns travesseiros

Não é novidade que uma boa noite de sono faz a maior diferença na qualidade de vida e na saúde das pessoas. No entanto, poucos sabem como o travesseiro afeta na qualidade do descanso.

Existem vários tipos de travesseiros, e cada um é indicado para uma posição de dormir ou para um usuário diferente. Nesse post, apresentaremos as vantagens e desvantagens de 6 opções de travesseiros.

Continue a leitura e veja o que você precisa saber para ter um sono tranquilo e de qualidade!

1. Espuma compacta

Vantagens

São os travesseiros formados por um bloco de espuma de poliuretano. Possuem resistência e não deformam facilmente com o uso. Podem ser usados por quem não muda de posição enquanto dorme.

Desvantagens

Mas atenção! A maior parte das marcas tem espumas compactas, não permitindo a aeração e nem a lavagem. A marca Fibrasca possui espumas com tecnologia aerada, leve e lavável.

2. Plumas ou penas de ganso

Vantagens

Macios e confortáveis devido à acomodação das penas, são os mais tradicionais do mercado e considerados os mais nobres. Também são biodegradáveis.

Desvantagens

As penas de ganso têm muita propensão a desenvolver ácaros e, com isso, mais alergias nos usuários desse tipo de travesseiro. Além de não serem laváveis, a acomodação das penas torna-se permanente com o tempo. Ou seja, a posição da cabeça passa a ser desconfortavelmente baixa.  

Fique sempre atualizado!
Fique sempre atualizado!

3. Fibra siliconada

Também conhecidos como travesseiros de plumas sintéticas, são uma alternativa às opções naturais. Esse enchimento é formado por fibras de poliéster siliconado em formato esférico.

Vantagens

São travesseiros macios e leves, mas com certa firmeza. Além disso, alguns modelos são laváveis, mas nem todas as marcas oferecem isso.

Desvantagens

É preciso atenção na hora da compra, uma vez que nem todos oferecem proteção contra bactérias, ácaros e fungos. Evite expô-los ao sol.    

4. Molas

Possuem a mesma tecnologia usada nos colchões de molas.

Vantagens

São firmes e resistentes, sofrendo pouca deformação com o passar do tempo. Isso aumenta a vida útil desses travesseiros em relação aos anteriores. Alguns modelos contêm espuma entre as molas, o que permite dobrá-los.

Desvantagens

Não podem ser lavados. Nos modelos que não contam com a espuma na estrutura, os movimentos da cabeça durante o sono podem fazer as molas produzir ruídos.  

5. Látex

O látex pode ser natural (retirado das seringueiras) ou sintético. Porém, a marca Fibrasca oferece o modelo de travesseiro Amazon Látex Sintético, com características de densidade, toque e peso semelhantes aos do natural.

Vantagens

De modo geral, são confortáveis e frescos, servindo a todas as posições de dormir. o látex sintético não provoca alergias para pessoas que são alérgicas ao látex natural.

Desvantagens

Estes modelos costumam ter um valor mais alto. Geralmente não são laváveis, portanto a higienização tem de ser mais cuidadosa. Não podem ser expostos ao sol.

6. Espuma viscoelástica

Também são conhecidos como travesseiros com tecnologia da NASA ou espuma com memória.

Vantagens

Essa espuma tem alta resiliência, isto é, retorna à forma original tão facilmente quanto se amolda ao formato da cabeça. Assim, apesar de mais densos, esses travesseiros mantêm uma postura correta da coluna cervical e favorecem a circulação. Previnem desconfortos — dores no pescoço, dores de cabeça e formigamentos — e são antialérgicos.

Desvantagens

A maior parte das marcas ofertam travesseiros mais pesados e que dão a sensação de serem mais duros. Por isso, muitos usuários precisam de um tempo de adaptação.

Agora que você conhece melhor os tipos de travesseiros, escolha aquele que vai proporcionar o melhor repouso de acordo com suas necessidades e preferências. Somente na Fibrasca é possível encontrar produtos com as tecnologias Siliconfort®, Toque de Rosas® e Frostygel®.

Ainda tem alguma dúvida? Sem problemas. Deixe sua pergunta nos comentários que a gente responde.

 

Previous Mudar o horário de dormir: entenda os efeitos de trocar a noite pelo dia
Next Conheça as 5 melhores posições do corpo para dormir

MENU

Back