Distúrbios do sono: as principais causas de problemas no seu descanso


Distúrbios no sono
Veja quais são os principais distúrbios do sono, suas causas e como evitá-los

Existem diversos distúrbios do sono que são frequentes e prejudicam a saúde de uma pessoa. De forma geral, o problema se caracteriza por interrupções ao longo da noite, fator que impede um sono adequado e reparador, capaz de revigorar as energias do corpo e da mente e de manter o organismo saudável.

Dormir bem gera uma série de benefícios para o corpo humano, incluindo redução de estresse e estímulo do raciocínio. Para garantir as condições ideais de descanso, porém, é preciso tomar alguns cuidados, incluindo  a escolha certa de travesseiros e colchões.

Você tem dificuldades para descansar à noite? Então veja agora quais são os principais distúrbios do sono, suas causas e como evitá-los:

1. Apneia

Frequente em mulheres e especialmente em homens, a apneia é um problema caracterizado pela pausa total ou parcial da respiração durante o sono. Ela pode variar de 10 segundos até 1 minuto, dependendo da gravidade.

As causas normalmente são associadas à obesidade e à falta de alinhamento facial, ou seja, quando a mandíbula não está localizada na posição ideal. Todavia, também existem casos relacionados ao consumo excessivo do álcool.

Vale mencionar ainda que, os principais sintomas do problema são os característicos roncos, o cansaço e a sonolência durante o dia. Se não tratada, a apneia aumenta o risco de problemas cardíacos, como infarto, problemas metabólicos, hipertensão arterial e estresse oxidativo.

2. Insônia

Relacionada a diversas causas, principalmente às ligadas ao estado emocional, como estresse, depressão e ansiedade, a insônia é a condição do sono em quantidade inferior ao necessário e com uma qualidade menor.

Popularmente, o problema se caracteriza pela dificuldade de pegar no sono ou pelo despertar ao longo da noite, seguido da dificuldade de dormir de novo, devido aos pensamentos acelerados. Como consequência, a insônia gera fadiga, diminuição da memória, aumento dos sintomas de irritação e estresse e, até mesmo, aumento das chances de ocorrer alterações cardíacas.

Fique sempre atualizado!
Fique sempre atualizado!

3. Sonambulismo

Embora seja mais comum em crianças, o sonambulismo também afeta os adultos, especialmente aqueles que sofrem com privação do sono. Pessoas que possuem o problema se levantam, andam e exercem algum tipo de atividade como se estivessem acordadas, mas enquanto estão dormindo.

As causas exatas do sonambulismo ainda são desconhecidas, mas sabe-se que não há ligações com problemas psicológicos ou mentais, mas sim genéticos. Além disso, especialistas apontam alguns fatores que podem aumentar o risco de desenvolver o problema. Alguns deles são: fadiga, estresse, depressão, ansiedade, mudanças na rotina de sono e ingestão de bebidas alcoólicas.

4. Pesadelo

Presente em algum momento da vida de todas as pessoas, o pesadelo se caracteriza por um sonho contendo imagens, cenas e sentimentos ruins que causam medo, ansiedade, terror, aflição e, em muitos casos, o despertar durante a noite.

O problema é bastante comum quando é ocasional e, normalmente, acontece antes de a pessoa acordar, no período chamado REM. No entanto se acontecer com frequência, pode prejudicar a qualidade do sono e, consequentemente, a qualidade do descanso.

As causas dos pesadelos são relacionadas ao estresse, ansiedade, eventos traumáticos, utilização de medicamentos, privação do sono e condições da saúde física e mental. Em casos mais graves, ele pode prejudicar os afazeres diurnos, afetar a produtividade no trabalho, causar desconfortos, insônia e comprometer a qualidade de sono na noite seguinte.

Agora que você já viu alguns dos principais distúrbios do sono, atente-se para os sintomas e busque um profissional sempre que for preciso. É importante ressaltar que o diagnóstico mais completo e o tratamento do problema vão depender de cada caso e, por isso, devem ser analisados por uma pessoa capacitada.

Gostou de saber mais sobre distúrbios do sono e quer acompanhar outras novidades que compartilhamos? Siga-nos no Facebook e no Twitter e não perca nenhum conteúdo!

Previous Quais são os cuidados que devemos ter com o travesseiro?
Next Conheça os benefícios de um travesseiro antialérgico para seu sono

MENU

Back